A semana parte 1

5 jul

Eu estava deitada na cama, me sentindo extremamente solitária . Nua, sentindo o calor do cobertor sobre minhas pernas.
Era um calor gostoso, mas não substituía o calor do teu corpo . Me deu então uma imensa saudade de deitar no seu peito e sentir sua mão fazendo carinho em meu cabelo. Passamos apenas uma semana juntos, mas foi tão intenso que eu ainda conseguia sentir seu cheiro, seu gosto.
Nos conhecemos ao acaso, conversamos por três semanas e você me convenceu a visita-lo. Foi a coisa mais louca que fiz. Nos encontramos e foi perfeito.

Seu beijo tinha um gosto especial, ainda lembro a sensação de mordiscar sua língua . Você me buscou no aeroporto e foi me dando um abraço que a princípio fiquei sem graça, beijou meu pescoço me provocando arrepios em lugares que a tempos estavam adormecidos. Andamos em direção ao seu carro. Conversamos sobre coisas sem importância , ambos não acreditávamos que realmente estávamos juntos. Nunca cometi tamanha loucura antes. Por isso estava meio nervosa. Aos poucos nossa conversa se tornou a que costumávamos ter.

Você romântico preparou tudo pra minha chegada, sua casa estava perfumada. Havia rosas na mesa, velas e um vinho esperando por nós. Sorri ao lembrar da cena de filme que vivi com você ! Após duas taças de vinho eu estava relaxada e confiante. Mas você não parou de me surpreender, viu que eu estava alegrinha por causa do vinho e trouxe a mesa um delicioso jantar. Eu estava um pouco nervosa, pois estava cansada e queria descansar. Havíamos planejado nossa primeira noite juntos tantas vezes que apenas dormir poderia deixá-lo decepcionado comigo.

Você me deu uma toalha para um banho refrescante e foi cuidar da louça. Ao terminar o banho vi que não estava cansada , mas exausta. Fomos pra cama , eu com minha camisola de corações e você de cueca box. Nós então demos nosso primeiro beijo , foi um beijo carinhoso, delicado. Eu queria mais, muito mais. Mas a viagem havia sido extremamente cansativa, e você só de me olhar sabia que não seria nessa noite que faríamos tudo o que queríamos . Você então me beijou novamente gentilmente , colocou minha cabeça em seu peito e começou a fazer carinho em meu cabelo. Te abracei e não demorou nada estava dormindo . Fim da primeira parte!!

Matando saudades

21 jun

Um amigo me enviou este conto e confesso que me excitou muito.

Já tinha um tempo que não nos encontrávamos. Ela havia passado alguns anos na Mongolia e nas férias que vinham ao Brasil, não conseguimos marcar nada. Apesar de não nos falarmos com frequência quando ela estava lá, procurava sempre saber o que estava acontecendo com ela do outro lado do mundo. E foi dessa forma que descobri que ela estaria de volta ao Brasil em dois meses.
Resolvi, então, me preparar. Queria fazer uma surpresa, então esculpi meu corpo na academia pra ficar melhor que a última lembrança que ela tinha de mim. Malhava em dois turnos apenas para que ela pudesse notar a diferença.

Ela chegaria na quinta de tarde. Peguei folga na tarde de quinta e toda a sexta feira. No aeroporto descobri que apenas uma das primas dela estava lá para recepcioná-la. Ninguém mais pode ir por n motivos e, até mesmo essa amiga dela só poderia levá-la pra casa e ir embora para um compromisso. Quando a Jessica chegou, abraçou a prima dela e não havia notado minha presença. Foi então que eu disse um oi.. ela olhou pro lado e parecia ter tomado um susto.. me olhou do alto até embaixo. Estava com uma camisa branca meio colada, jeans e um all star.

Notei que ela ficou chateada quando a prima disse que estava apressada. Me apressei em oferecer carona pois estava com a tarde livre. Ela aceitou. No caminho até sua casa, fomos conversando sobre o tempo que não nos víamos, como estávamos mudados (ela realmente tinha reparado em mim…e eu nela). Chegamos até sua casa e ela, exausta, foi tomar um banho e deitar. Eu aproveitei para ir pra piscina e, entre um mergulho e outro, vi que ela me observava do quarto.

Subi, troquei de roupa e ela ainda dormia. Preparei algo para comermos e ela ficou se surpreendeu por eu ainda estar lá e cuidando dela.

Depois fomos ver um filme e fomos ficando mais próximos. Nossa química sempre foi latente e, àquela atura, sabíamos como a noite iria terminar.

Ela se lembrou de uma vez que tinha prometido ver hentais comigo e foi colocar para assistirmos. Eu disse que só assistiria se ela colocasse uma lingerie e ela sorriu.. pediu pra eu escolher.

Pra sua surpresa, voltei com uma branca e completa, meias e tudo e uma calcinha minúscula que mal tampava sua bucetinha e ficava totalmente engolida na sua bundinha deliciosa.

Não fui apenas eu que tinha mudado. Jessica sempre disse que essa viagem ela iria voltar renovada tanto a mente quanto o corpo..e havia cumprido o dito. Estava malhada como nunca a havia visto antes e, pelo meus olhares para ela, sabia que eu tinha reparado cada mudança no corpo dela.

Começou o hentai e sentamos lado a lado, quando ela lembrou que havia prometido ver o hentai no meu colo. Aquela altura eu já estava todo duro, e ela exigiu que eu ficasse apenas de cueca. tirei a camisa, os tenis e pedi pra ela tirar a calça. Me levantei e fiquei de frente para ela. Ela abriu o ziper, foi descendo a calça e ficou com meu pau duro no rosto dela separado apenas pela cueca branca. Deu umas mordiscadas por cima da cueca.. e pediu pra sentar no meu colo novamente. A medida que o filme ia desenrolando, ela ia rebolando em mim.. e eu acariciando sua barriga, subindo pelos seios.. passando pelas costas até não aguentar mais, puxá-la pelo cabelo e colocá-la de frente para mim.

Disse que queria algo dela e fiz uma cara safada.. quando ela perguntou o quê, pedi o beijo mais apaixonado que ela tivesse e ela se surpreendeu novamente. Nos beijamos louca, linda e intensamente por quase dez minutos e deitados um ao lado do outro, olhando um pro outros. Sorrimos e voltei a beijá-la e tirar sua roupa, deixando apenas a calcinha. Beijei todo seu corpo, mordisquei, apertei-a, a fiz gemer como há tempos atrás fazia. Coloquei-a de quatro e fui passando a língua na sua bucetinha por cima da calcinha que não tampava muita coisa. Estava muito molhada e eu adorando aquilo…puxei de lado e fui enfiando a língua, fui fodendo sua bucetinha com minha língua, então a virei, tirei a calcinha e comecei a chupar com vontade..a buceta, a virilha, até no cuzinho eu passei a língua e ela tremeu…começou a se contorcer e vi que era hora dela gozar.. chupei ainda mais e passei a acariciar seus seios e senti aquele líquido gostoso na minha boca. Fui beijando a barriga, os seios e enfim a boca dela novamente.. ela tirou meu pau da cueca e ficou brincando com ele na entrada da bucetinha. Disse que estava com saudades e foi se contorcendo por baixo de mim até a cabecinha entrar. Estava desacostumada com meu tamanho mas, ainda assim não reclamou..me virou na cama, sentou sobre mim e foi descendo e engolindo cada centímetro do meu pau..me cavalgou um pouco, saiu de cima e disse que iria retribuir o orgasmo. Lambeu a cabecinha do meu pau…o corpo dele e as minhas bolas..voltou na cabecinha e foi engolindo cada pedacinho do meu pau e olhando para mim até que, inacreditavelmente, engoliu tudo.. mas tirou dois segundos depois tossindo e querendo saber se gostei do que vi e eu respondi que adorei. Voltou a me chupar agora com força enqto me punhetava, passou a língua em todo meu pau e viu que eu estava segurando o gozo. Parou de chupar e com uma carinha de menininha disse: pode gozar na minha boca, sei que sempre quis isso. E voltou a me chupar forte e olhando pra mim. Foi a senha para eu jorrar jatos de porra na garganta dela e ela, sem engasgar, engolir tudo e depois mostrar a língua e falar: não desperdicei nenhuma gota.

Fomos tomar um banho e lá ela se abaixou e me chupou novamente. Quando fiquei totalmente duro, a coloquei na parede e fui metendo meu pau naquela bucetinha que havia matado apenas um pouco de saudade minutos antes. Que delícia!! Fui colocando devagar pra ela ir se acostumando novamente com meu pau e aumentando o ritmo. Saímos do box e ela sentou na bancada e me enlaçou com as pernas. Meti com força dessa vez e puxei seu cabelo com uma mão enqto apertava seu peito com a outra e lambia o outro peito.

Tivemos que ir pra cama e ela já foi ficando de quatro e mandando eu meter sem dó e foi o que fiz.. ela urrava, eu ficava louco com aquela buceta quente e molhada e com os gritos dela. Apertei sua cintura e ela imediatamente mandou eu não gozar, o que fiz com muito sacrifício. Me deitou na cama e mandou eu fechar os olhos que iria me cavalgar. Fechei e ela começou a subir e descer freneticamente mas de repente parou e tirou meu pau. Mandou eu continuar com os olhos fechados e começou a rebolar no meu pau. Ele foi entrando e fui reparando que estava mais apertado, mas não menos delicioso. Ela foi engolindo meu pau mais, mais e mais e senti que já estava todo dentro dela. Mandou eu abrir os olhos e, foi então que vi que meu pau estava todo em seu cuzinho. Falou que sabia que era um sonho meu voltar a comer seu cuzinho, já que apenas na nossa primeira transa havia rolado, e que agora eu iria gozar dentro dele. Fiquei louco e ela começou a rebolar, subir e descer e não pude segurar por mais tempo. Mas jatos e jatos de porra dentro daquele cuzinho que nunca tinha esquecido. Em uma noite ela havia realizado dois sonhos meus.

Me levantei depois de um tempo conversando. Ela disse então: essa é a hora que vc vai pra casa. Apenas sorri.. fui ao banheiro, peguei a calça, coloquei sobre a cadeira e me deitei novamente ao lado dela e disse: hoje não, hoje vamos dormir juntinhos como você sempre quis.

Na manhã seguinte, acordei com um delicioso boquete e tivemos muita diversão desde então, dormindo todas as noites juntos porque descobrimos que fomos feitos um para o outro.


Manhã no parque

7 jun

Estávamos caminhando no parque , quando você falou que estava com tesão . Perguntei se não estava cansado ainda de mim, a duas semanas que eu não saia da sua casa pra fazer nada sem antes transarmos pela manha e a noite. Você respondeu que só pelo fato de estar ao meu lado já sentia um puta tesão . Isso me excitou muito, mesmo sem eu querer.

Você então me arrastou pra uma árvore atrás de um banheiro público e começou a me beijar.
O beijo estava delicioso e foi evoluindo para um fantástico . Começou a a tocar o bico dos meus seios e a me fazer gemer muito gostoso baixinho, você então abaixou meu top e começou a mamar nos meus seios maravilhosamente . Eu estava prestes a tirar minha calça , eu queria muito ser penetrada por você .

Você tirou um canivete do short e começou a fazer um buraco na parte de baixo da minha calça de academia . Eu estava com medo de ser cortada , mas você fez tão devagarinho que relaxei. O buraco estava feito, afastamos minha calcinha e seu pau começou a entrar deliciosamente na minha pepeka já úmida .Te enlacei com uma perna para poder sentir ele quase todo dentro de mim, você me faz colocar a outra no alto também .

Meu deus que pau delicioso. Você me mata de tesão com esse pau . Sua voz no meu ouvido foi um show a parte, rouca , tesuda, me falando o quanto estava gostoso receber minha visita. Eu estava quase gozando , você parou e falou que queria de quatro agora. Eu estava com tanto tesão que faria tudo o que me pedisse. Não acreditei quando você abriu mais o buraco da minha calça deixando meu bumbum a mostra. Na hora confesso que fiquei confusa e com uma certa raiva . Como eu iria andar na rua com uma calça que mostrava toda a minha calcinha?

Você me ignorou, me colocou de 4 e colocou de uma vez teu pau duro dentro da minha pepeka úmida . Fui pega de surpresa, dei um grito de tesão , o grito te excitou tanto que você colocou um dedo dentro do meu bumbum, isso me deixou louca. Eu rebolava no seu pau, gemia muito e você não parava de me dizer o quanto eu era gostosa, o quanto meu gemido te excitava. Aquilo estava obscenamente maravilhoso . Eu estava tendo o melhor sexo da minha vida com aquele homem maravilhoso.

Não demorou nada e eu gozei, mas gozei tanto que pingou no chão . Você gozou em seguida, queria tirar o pau pra gozar fora , mas eu não deixei. Estava louca pra sentir você gozando muito dentro de mim, isso sempre me excitou muito. Voltamos pra casa , eu morrendo de vergonha por estar com a calcinha a mostra e pior, ensopada com o meu gozo e o seu. Mas super satisfeita com o você ,homem super tesudo .

O sonho

3 maio

Ontem tive um sonho interessante. Acordei excitada.
Eu estava na praia com minhas 7 amigas de ferias.
Usava um bikini tomara que caia. Em um dos mergulhos perdi a parte de cima. Olhei ao redor procurando a parte de cima do bikini , mas não vi em lugar nenhum. Um garoto de mais ou menos 17 anos estava com ele na mão . Tapando meus seios com uma mão pedi a parte de cima pra ele.
Ele veio sorrindo me entregar. Pedi que me ajudasse a amarrar, porque estava molhada e não teria força .
Ele então amarrou e me perguntou meu nome. Falei que era Sabrina e ele se apresentou como Felipe , por coincidência é o nome do meu irmão . Comentei isso com ele e ele sorriu.
Voltei então pra barraca para pegar sol com minhas amigas. Eu estava pedindo a uma delas para passar bronzeador no meu corpo quando Felipe falou que passaria. Fiquei super sem graça porque elas sorriram e falaram que ele deveria passar.
Olhei pra elas nervosa e falei que queria também que passasse no meu bumbum , por isso seria melhor as minhas amigas me ajudarem.
Todas riram e falaram que não tocariam meu bumbum. Eu sabia que elas estavam brincando, mas de alguma forma elas queriam ver aquele garoto tocar meu corpo.
Falei então que tudo bem, ele começou a passar no meus ombros e foi descendo até chegar no meu bumbum. Confesso que me excitou muito ele me tocando.
As meninas olharam hipnotizadas a cena. Eu relaxei e deixei . O garoto era lindo , tenho que confessar. Loiro, alto, parecia novo com no máximo 17 anos. Mas o corpo era invejável .
Ele então como se lesse meu pensamento me falou que em duas semanas faria 18 anos e me perguntou minha idade. As meninas riram e eu respondi que era apenas vinte anos mais velha. Que facilmente podia ser a mãe dele. E foi aí que ele me surpreendeu , falou que seria um desperdício ter uma mãe tão bonita. Eu ri sem graça e ele sugeriu um mergulho para esfriar os ânimos . Eu gostei da idéia .
Estávamos nadando e mergulhando quando meu bikini sumiu novamente . Eu estava brava com esse bikini saindo toda hora. Levantei da água e senti meus seios livres, primeiro me senti maravilhosa e depois brava.
Me lembrei que o Felipe estava por perto e novamente escondi os seios com a mão .
Ele me olhou sorrindo e me mostrando o que ele havia achado novamente : meu bikini.
Toda sem graça pedi que ele amarrasse novamente, ele amarrou e me falou que meus seios eram lindos, que eu não deveria cobri-los. Fiquei sem graça e ele me falou que viu na primeira vez que meu bikini caiu. Mas a segunda foi melhor pelo fato dele estar mais próximo e poder ver melhor . Então ele me abraçou e me beijou. Eu tentei argumentar que eu podia ser a mãe dele, ele deveria ficar com alguém da idade dele. Ele falou que da idade dele não tinha ninguém gostosa como eu. Aquilo me excitou de uma forma.
Então foi a minha vez de beija-lo e colar meu corpo no dele. Senti um volume delicioso no short dele. Pensei em tocar mas me controlei.
Ele me perguntou o que eu ia fazer a noite. Falei que nada, ele então me convidou para um luau. Seria bom se eu trouxesse minhas amigas.
Perguntei aonde seria , ele respondeu que nessa mesma praia. Começaria as 7 da noite. Já eram 5. Sai da água e perguntei as meninas o que elas achavam da idéia. Elas adoraram e decidimos ficar direto na praia.
Ficamos bebendo caipirinha e as 7 eu estava quase bêbada . A música estava boa , a bebida gostosa e eu estava super excitada.
Felipe sugeriu mergulharmos e eu sugeri nadarmos nus . Eu iria perder de qualquer jeito meu bikini .
Ele sorriu e me levou pra um lugar mais deserto. Tirei meu bikini e ele o short dele e aí pude ver o tamanho real do volume. Era grande e parecia delicioso .
Estava nadando e me sentindo super livre quando ele me puxou e me beijou, o excitamento veio com força total.
O beijo começou suave e foi aumentando gradativamente para um beijo super excitado.
Não demorou muito e ele desceu para meu pescoço e devagar chegou ao meus seios. Que delicia a sensação . Então ele me falou o quanto ficou excitado com o fato de ver meus seios duas vezes mais cedo. E vê-los ainda mais próximo era muito bom. E o fato de poder toca-los o excitava ainda mais. Então toquei o pau dele, estava curiosa pra senti-lo.
Comecei a toca-lo enquanto ele mamava. Estava delicioso quando ele sugeriu que fossemos pra cama. Ele havia preparado uma cama e ao redor da cama havia tochas. Super romântico . Nós nos secamos com toalhas que havia lá e deitei na cama.
Novamente ele me beijou a boca e aos poucos foi descendo . Ele não parou nos meus seios dessa vez.
Beijou meus seios, desceu para minha barriga e foi descendo até minha pepeca. Muito gostoso sentir a boca dele lá , ele então começou a mordiscar e a me deixar louca. Comecei então a chupa-lo em um 69 delicioso. Era muito bom. Eu estava a ponto de gozar quando ele falou que queria me sentir por dentro.
Com a boca coloquei camisinha no pau dele. Olhei no rosto dele e vi que isso o havia excitado muito.
Ele me olhou e falou que essa era uma das razões dele ter me escolhido, eu sabia o que estava fazendo, eu era muito gostosa e sabia o que eu queria. Sentei no pau dele grosso e longo, bem devagar para sentir cada centímetro .
Olhando para o rosto , o olhar dele me excitava muito. E eu sabia que também o estava deixando muito excitado. Com uma mão ele segurava um seio e com a outra uma parte do meu bumbum.
Eu não agüentei e comecei a gozar. Ele me olhou e sorriu, eu o beijei. Que lábios deliciosos.
Ele sentou e assim começamos uma nova posição . Sentia o peito dele tocar meus seios e isso me excitava muito. Sugeri então que mudássemos de posição e fiquei de 4.
As bolas dele começaram a bater na minha pepeca. Sensação deliciosa. Eu estava gozando novamente , olhei ao redor e haviam vários casais transando na praia, fiquei meio tímida mas não por muito tempo. Pude perceber que todos estavam ocupados demais para notar o que eu estava fazendo. Então comecei a olhar e ver o quanto eles também estavam sentindo prazer. Isso me excitou ainda mais. Gozei novamente. Olhei pro Felipe e percebi que ele estava a ponto de gozar também .
Então voltei pra posição em que eu cavalgava pra ver o exato momento que ele gozava. E eu vi, me fez gozar novamente o fato que eu o estava fazendo gozar. Deitamos na cama e relaxamos.
Acordei com o sol sobre nos, eram por volta de 5h da manha. Todos ao nosso redor dormiam.
Olhei o pau do Felipe adormecido e isso me excitou muito, então comecei a beijar aquele pau que havia me dado tanto prazer, em seguida comecei a chupar. Chupei com tanta vontade que não demorou nada e o pau dele estava firme e forte me desejando . Ele queria meter mais em mim , mas eu não deixei. Chupei com toda a minha vontade até que ele gozou dentro da minha boca. Em seguida me beijou e fomos nadar nus no mar.

O Tibetano

5 abr

Ele tocou em meu cabelo ao entrar na sala de aula. Foi algo simples porém provocou arrepios por todo o corpo.
Ele falou “oi” e eu não consegui parar de observar os olhos dele. Eram de um verde claro tão bonito que me fez perder noção do tempo. Ele era um tibetano interessante. Da minha altura, porém magro .

Não sei se vim com uma blusa azul levemente transparente de propósito ou se foi a primeira que vi.
Oque sei é que pude notar ele tentando avaliar o tamanho dos meus seios através da blusa.
Normalmente eu ficaria ofendida, porém de alguma forma eu só pensava em sentir as mãos dele nós meus seios ou talvez a boca.
Ele comentou que me Procurou na noite no café que frequentamos e eu só pensava que ele deveria ter me procurado no meu quarto.

Mais uma vez ele tocou meu cabelo porém dessa vez eu não me segurei. Puxei ele e o beijei. Esqueci que estava em sala de aula e com colegas ao redor.
Aquele beijo me fez esquecer toda a dor que havia sentido nos dois últimos meses. Aquele beijo despertou algo dentro de mim que achei ter morrido a longo tempo atrás. Despertou meu desejo.
Então falei no ouvido dele para irmos a um lugar mais reservado, nesse momento o sinal de intervalo tocou e teríamos 10 minutos de intervalo.
Do jeito que eu estava me sentindo sabia que eu não iria durar 3 minutos. Ele me levou pro quarto dele e não falamos nada. Ele me abraçou e sua boca procurou a minha.
Começamos a tirar nossas roupas com urgência , eu não me importando se estava depilada ou não , se estava magra ou cheinha. Nada fazia diferença , eu só queria tocar e sem tocada. Sentir prazer novamente. E ele lendo meus pensamentos beijava meu pescoço me fazendo tremer e gemer. E foi descendo com tanta delicadeza . Tocou um seio e mordiscou o outro. Eu tive o primeiro orgasmo com esse toque , então ele desceu pela minha barriga provocando mais arrepios e me deixando louca pra sentir seus lábios em minha xaninha que a essa hora já estava molhada. E ele delicadamente foi beijando o caminho até ela.
Não demorou muito e logo eu estava tendo um novo orgasmo.
Sussurrei no ouvido dele o quanto desejava senti-lo dentro de mim . Ele sorriu , colocou uma camisinha e fez o que pedi. Ele penetrou devagar, me fazendo ter múltiplos orgasmos a cada vez que ele entrava dentro de mim. Estava tão sensível que só o fato de ele estar dentro de mim já era suficiente para me dar prazer. Ele começou devagar e foi aumentando o ritmo . Eu já não aguentava mais gozar , estava ficando louca. Então abri os olhos e vi que ele estava gozando também , o corpo dele começou a tremer. Eu o puxei e o beijei enquanto gozávamos mais uma vez juntos .
Ele deitou sobre mim e relaxámos um pouco. Então tomamos banho juntos e fomos pra segunda aula.

Loucura Deliciosa

1 mar

Nós nos conhecemos pelo twitter. Estava conversando com um amigo sobre seriados e ele apareceu.

Me deu boas sugestões de filmes e começou a despertar meu interesse.

Postei algumas fotos no #lingerieday e ele fez alguns comentarios que me fez sorrir.

Para mim não existe nada mais excitante do que um homem que me faz sorrir. OK, um homem que sabe meter gostoso também é uma delicia.

Enfim, não demorou muito e estávamos conversando frequentemente. E então do nada me passou uma ideia louca. Eu queria conhece-lo.

Mas não apenas conhece-lo, queria saber como seria ter as mãos dele no meu corpo.Comecei então a imaginar varias situações que poderia me levara sentir. Me masturbei diversas vezes nessa fantasia.

E nada me preparou para o que realmente ocorreu.

Eu morava em uma cidade distante da dele. Mas em uma manhã acordei extremamente excitada e não resisti. Comprei Passagem e decidi ir visita-lo.

Eu iria a noite. Depois que comprei as passagens bateu um certo medo. Mas espantei o medo e voltei a conversar com ele.

Se ele me dissesse algo que me fazer sentir desconfortavel ou se o medo voltasse , eu iria cancelar as passagens.

Passamos o dia conversando e eu confesso que fiquei a procura de sinais que me fizesse desistir.

Mas para a minha surpresa durante uma das conversas ele me disse que tinha muita vontade de me ver ao vivo.

A viagem seria de 2horas apenas.

Eu estava no aeroporto, prestes a embarcar e falei pra ele.

– Vou tomar um banho de banheira , em 2h volto.

Ele sabia que meu banho nunca demora mais do que 10 minutos. Ficou curioso  e não parou de me mandar mensagens, meu celular porém estava desligado pois o voo iria iniciar.

Duas horas depois cheguei a cidade dele e o nervosismo bateu. Será que ele iria gostar da surpresa?

Perguntei por mensagem se ele estaria ocupado, ele me respodeu que estava preocupado. Porque eu havia sumido e etc…

Eu então pergntei novamente se ele estaria ocupado. Ele respondeu que não. Então toquei a campainha.

Ele abriu a porta, estava lindo com um casaco e um short. Eu já havia visto o sorriso dele em fotos, mas ao vivo era cem vezes mais bonito.

Fiquei meio sem graça, já não sabia se havia sido uma boa ideia ou não ir visita-lo.

Ele me convidou a entrar e eu perguntei se poderia tomar um banho, já que não havia tomado.

Ele me entregou uma toalha e fui para o banheiro tomar um banho. Estava super excitada com toda a Imagem  situação, não aguentei e me masturbei no chuveiro. Imaginando as mãos dele tocando meus seios, apertando minha bunda com vontade.Não demorou nada e gozei.

Sai do chuveiro e me surpreendi com o frio. Pedi um casaco emprestado.

Em uma de nossas conversas brincavamos que assistiriamos a um filme juntos.E como seria , eu usando apenas um shortinho e sem sutia e ele teria que estar sem cueca.

Ele estava curioso para saber como tive a ideia sobre visita-lo. Expliquei e assim deitei no colo dele , e perguntei se poderiamos assistir ao filme como haviamos combinado.

Eu sabia que estava sexy, porque o casaco que ele havia me emprestado tinha uma gola larga,  na posição em que eu estava deitada no colo dele , ele conseguia ver  parte dos meus seios.

Imagem

O filme começou e eu tentei prestar atenção ao filme, juro que tentei. Mas estava impossivel. Aquele sorriso que ele me deu ao abrir a porta não saia da minha cabeça. A vontade de prova-los em meus labios estava tornando cada vez mais dificil prestar atenção.

Não resisti e toquei a perna dele, queria saber a sensação de sentir a pele dele. Comecei a tocar o joelho e a subir, tocando apenas as pontas dos dedos. Parei no meio e olhei para ele. Queria ver a reação dele.

Ele sorriu e me puxou, me beijando e me excitando muito com os labios. Não resisti e sentei no colo dele para ficar mais facil de beija-lo. Ao sentar senti o volume e a sensação foi deliciosa. Senti ele pegando com as duas mãos minha bunda e apertando com vontade. Não aguentei e gemi.

 

Imagem

Ele entao subiu as mão para minhas costas e não sei como tirou o casaco. Senti um pouco de frio, mas não durou nada . Senti os labios dele tocar um seio enquanto  o outro ele acariciava com os dedos. Involuntariamente comecei a  cavalgar devagarzinho nele.

Eu não estava aguentando de tesão, queria muito agora sentir o pau dele na minha boca. Eu sabia que ele adorava ser chupado.

Me afastei um pouco para tirar o short dele, percebi que ele havia cumprido o combinado, estava sem cuecas.

O pau dele era delicioso, médio e grosso. Comecei a lamber a cabeça rosada, mas não demorou muito e eu estava tentando coloca-lo todo dentro da minha boca. Estava difícil, por minha boca não ser muito grande. O pau era muito delicioso, desci para lamber as bolas também. Escutei o gemidos dele e isso me excitou a tal ponto que decidi só parar de chupa-lo após ele gozar na minha boca. Voltei a chupar a cabeça sugando mais forte e brincando com as bolas. Senti ele a puxar minhas pernas, fazendo com que minha bunda ficasse mais proxima a ele.

Então escutei ele a me chamar para um 69, do jeito que eu estava excitada não daria certo. Mas ele não me escutou, me puxou e começou a chupar minha buceta. Que lingua deliciosa ele tinha, hora lambia, hora mordiscava. E eu com a boca naquele pau delicioso, não aguentei nem três minutos, gozei muito gostoso na boca dele.

E pra minha surpresa escutei ele perguntar se poderia gozar na minha boca. Não respondi, apenas chupei ainda com mais vontade e não demorou estava lambendo todo o leitinho dele.

Sorri para ele , achei que teriamos que relaxar um pouco até ele ficar pronto pra continuarmos. Mas para a minha surpresa ele não ficou mole.

Continuava duro.

Sorri pra ele, coloquei a camisinha com a boca e sentei naquele pau deliciosamente duro. Comecei devagar por maldade mesmo. Eu estava louca para ir mais rápido, mas para termos orgasmos juntos resolvi ir com calma.

Ele no entanto não estava disposto a ir com calma, segurou as popas da minha bunda e começou a acelerar o ritmo. Me enclinei para que enquanto metia fundo o pau em mim, pudesse ao mesmo tempo mamar meus seios.

Aquilo estava tão gostoso que não demorou e estavamos gozando novamente

Fui buscar agua pra gente e esqueci totalmente de vestir roupas, por sorte estavamos sozinhos na casa dele.

Quando voltei ele sorriu e comentou o quanto me achava sexy. Retribui o sorriso e me abaixei pra colocar a garrafa de agua na mesinha de cabeceira.

Foi aí que ele realmente reparou na minhas tatuagens e na minha bunda.

Me puxou por trás, e eu não conseguia parar de rir da cena. Me colocou de quatro, abriu minha bunda e começou a lamber o buraco do meu cu. Aquilo me excitou de uma forma que não demorou nada e eu estava extremamente excitada. Tão excitada que ele usou a lubrificação da minha buceta no meu cu. Entrou devagar, o pau era muito grosso. No inicio doeu um pouco, estava me rasgando. Após alguns segundos comecei a me acostumar com o pau dele me preenchendo. Foi aí que começou a ação, ele começou a colocar mais fundo. O pau começou a deslisar mais facilmente. Com isso comecei a sentir mais prazer do que dor. Comecei então a rebolar, isso o deixou com mais tesão, ele então começou a dar uns tapas para me incentivar a rebolar mais no pau dele. Enquanto eu rebolava ele também se movia e assim fizemos uma sincronização perfeita, ele então colocou as mãos nos meus ombros e começou a aumentar a força e a velocidade. Aquilo estava me fazendo delirar de prazer, comecei a escutar os gemidos dele e percebi que mais uma vez estavamos proximos dos nossos orgasmos..

Deitamos exaustos na cama dele, meu corpo pegava fogo e ao mesmo tempo tinha sensação de flutuar. Fui até o banheiro e abri a agua da banheira. Me deixei relaxar ali. Estava quase adormecendo quando ele veio.

Com uma esponja e sabão começou a lavar minhas pernas, subindo para minha barriga e ao chegar nos meus seios eu já estava excitada novamente.

Ele estava do lado de fora da banheira. Abri a banheira para que a agua fosse embora e ele entrou dentro da banheira.

Foi a minha vez de pegar a esponja e lava-lo ele todo. Assim como ele eu comecei pelas pernas, mas ao chegar ao pau não aguentei, lavei ele todinho e em seguida voltei a lamber ele todinho. O pau dele tinha algo, não sei descrever o que era, mas era algo que me fazia ter prazer só de chupa-lo. Dessa vez ele não gozou na minha boca, me puxou e me abraçou. Foi um abraço tão gostoso. Em seguida me deu um delicioso beijo, levantei uma perna e encaixei o pau dele em minha buceta.

No meio do beijo senti a surpresa dele e o sorriso ao mesmo tempo.E não demorou e estavamos gemendo juntos enquanto faziamos aquela posição doida e excitante ao mesmo tempo. Sorri pra ele e fiquei de quatro novamente, convidando ele a dessa vez comer minha buceta.

Impressionante como o encaixe foi perfeito, ele metia tão gostoso na minha buceta que não era necessario nem eu me tocar durante.

Gozamos juntos mais uma vez.

Terminamos o banho e fomos deitar na cama dele.

Deitamos nus , abraçados, com o pau dele entre as popas da minha bunda.

Melhor loucura que fiz

Visita especial ( parte 1)

8 fev

Eles me enviaram uma mensagem dizendo que já estavam me esperando. Nervosa eu peguei uma bolsa, escolhi 3 conjuntos de lingerie e algumas calcinhas avulsas, 3 vestidos , um biquíni e uma camisola . Uma necessaire com perfume , escova de dentes, escova de cabelo . Coloquei um vestido , uma calcinha e uma sandália alta. Estava pronta pra ir . Mega nervosa, porém pronta. 

Cheguei na portaria do hotel e disse que iria pegar um casal de amigos. Não tinha vaga em lugar nenhum , fui para o estacionamento privativo . Subi as escadas e avisei a eles que havia chegado. Ainda nervosa , esperei. 

Os dois me avistaram e vieram , lindos e sorridentes. Parecia que eu era a única nervosa. Sorri , abracei os dois , fomos para o balcão fazer o meu check in. Eu descobri que era a prima deles que morava na cidade. Subimos para o quarto , eles me contando o que já haviam feito . Chegamos no quarto e eles me ofereceram água e o sofá para sentar . Já havíamos conversado muito antes deles chegarem. Sentei no sofá e a Fernanda me contou sobre as coisas que ela é o Renato já haviam feito, me contaram um pouco sobre a vida deles , eu comentei que estava um pouco nervosa , porque nunca havia feito nada assim antes e ambos me olharam com carinho , porque eles também nunca tinham feito nada com outra mulher. 

Me mostraram que eu teria uma cama, um kit com sabonete, shampoo e condicionador e ao lado desse kit estavam duas sacolinhas. Eles sorriram e disseram que eram presentes deles para mim . Um creme hidratante de massagem e um par de brincos . Abracei os dois , eles acertaram em cheio . Amei tudo. 

Voltei a me sentar no sofá enquanto o Renato avisava que iria tomar banho , em seguida a Fernanda entrou no banho também , então ambos me chamaram . Eu fiquei sem graça no início , mas logo me senti parte quando o Renato passou a ensaboar os seios da Fernanda e os meus. Beijou a esposa e depois me beijou. Foi ensaboando nossos corpos , minha timidez passou rápido . 

Saímos do banho e pedi que fizessem massagem no meu corpo . Deitei na cama deles com a bunda pra cima e não demorei a sentir 2 mãos em cada perna, sensação deliciosa e excitante. Eles foram subindo , para meu bumbum ,passando creme em cada banda. Me excitando com a proximidade das mãos na minha buceta depilada, eu já estava suspirando quando subiram para as costas e me pediram para virar. Eu virei , olhei para o casal nu , um de cada lado , com as mãos com creme , prontos para massagear e provocar meu corpo. Aquilo era bom demais pra ser verdade , fechei os olhos e deixei as sensações me excitarem. As mãos voltaram a tocar minhas coxas, entre minhas coxas, me provocando , mas não tocando ainda onde eu esperava. Senti então duas mãos afastando minhas pernas e um hálito quente próximo a minha boceta. Senti também duas mãos massageando minha barriga , parecia uma carícia  de tão leves. Senti dedos me abrindo e uma boca fechando ao redor do meu clitores, meu corpo se arrepiou inteiro . Senti mãos sedosas se aproximarem dos meus seios e massagea-los , senti também uma boca se fechando ao redor de um mamilo . Eu não aguentei, comecei a gemer com tantos estímulos ao mesmo tempo. Ela acariciava um seio e mamava o outro , ele chupava, lambia e até mordia meu clitores . A situação toda me deixou muito excitada e ali tive meu primeiro orgasmo da noite. 

Eles me deixaram alguns segundos quieta , curtindo aquela sensação maravilhosa e louca. 

Em seguida foi a vez da Fernanda . Ela deitou de costas e começamos a fazer massagem e a espalhar hidratante nela. Que pele sedosa ela tinha , fiquei impressionada , fizemos da mesma forma que eles fizeram comigo . Pernas, provocando um pouco ao passar pela bunda  e subindo para as costas. Ela virou e começamos pelas pernas , eu não resisti e a provoquei passando minha mão próxima a buceta dela, vi que não reclamou e o Renato olhou sorrindo pra mim , instigando a ir em frente . E eu resolvi ir , comecei passando a mão por cima da boceta. Ela não falou nada. Separei com os dedos e comecei a massagear o clitores dela, sempre olhando para o rosto e vendo a reação . Ela estava de olhos fechados , mas vi que começou a mordiscar os lábios e a soltar gemidos de prazer.  Renato começou a passar hidratante na barriga dela enquanto me pedia para que eu a chupasse. Eu fiquei meio receosa, não sabia se iria gostar. Enquanto eu decidia se iria chupa-la , continuei a masturbação e notei que ela estava cada vez mais úmida, mais melada. Renato me olhava e sorria, parecia que ele já me conhecia a muito tempo e sabia que minha curiosidade iria vencer. E venceu! Me abaixei, separei os lábios e comecei a lamber, fazendo como eu gostava de receber. Depois que lambi e senti o gostoso sabor , suguei delicadamente, fui aumentando a pressão . Fernanda deu um grito e eu fiquei apavorada de medo . Será que eu havia machucado ela? Olhei pra Renato e ele conhecendo bem a esposa, olhou pra mim sorrindo é disse : 

-Não pare, esse grito é sinal de que ela está gostando muito do que você está fazendo ! 

Sorri aliviada e voltei a sugar, dessa vez mordiscando um pouco . Renato começou a mamar os seios, aquela visão estava maravilhosa. A buceta da Fernanda inchada , toda melada e o Renato mamando com vontade os seios dela . Ela começou a gemer alto e a dizer que iria gozar . Eu comecei a sugar com mais vontade e mais força , queria ser a causadora do primeiro orgasmo da Fernanda . Não demorou nada e ela gemeu muito alto, o corpo começou a tremer e eu sorri olhando pro Renato. Sai de entre as pernas da Fernanda e ela me puxou para me beijar, eu estava toda melada do orgasmo dela , mas isso não a incomodou . Me beijou gostoso e agradeceu . Disse que era a primeira vez que uma mulher fazia oral nela e que ela tinha amado . Renato olhou pra mim todo feliz, veio e me beijou. O pau dele estava duro como uma rocha. Olhei para a Fernanda e falei que agora era a vez do Renato receber a massagem . 

Ele deitou de barriga para baixo todo feliz que tinha agradado a esposa e a mais nova amiga. Eu Fernanda sorrimos da atitude dele, parecia um menino que tinha ganhado presente do papai Noel . Começamos então a passar hidratante nas pernas dele, subindo para as coxas, eu não resisti e mordi aquela bela bunda, Fernanda deu uma risadinha e mordeu também. Passamos nas costas e ombros. E aí ele virou! Olhando pra gente deu uma risadinha. O pau continuava ali , duro e reto. Mas continuamos com o ritual , começando pelas pernas e subindo . Cada uma acariciou cada coxa e fomos provocando, chegando próximo ao pau,porém não tocando nele. Até que a esposa , a Fernanda não resistiu e começou a chupa-lo , ele reconheceu a boca , abriu os olhos , me viu passando hidratante na barriga e não pensou . Me puxou e me beijou gostoso, eu ainda tinha a mistura da Fernanda na boca ( o gozo e a saliva dela) , misturou com a saliva dele e ficou delicioso, ele sugou minha língua me fazendo ficar com a boceta melada. Depois desceu para meus seios, lambeu e chupou eles com vontade. Eu estava a ponto de gozar novamente e o Renato percebeu, colocou os dedos na minha boceta e começou a massagear . Eu olhei para a Fernanda e fiquei impressionada, como ela era habilidosa em chupar o pau do marido. Só de olhar ela chupar e sentir ele me masturbando não aguentei , gozei na mão dele e gemi alto também . Renato então me deixou relaxar , deitou a Fernanda e colocou as pernas dela nos ombros dele e meteu forte dentro dela. Era lindo demais , ficar ali observando o casal fazendo sexo selvagem. Ele avisou que iria gozar , ela pediu que ele gozasse na boca dela. Os dois rapidamente mudaram de posição e ela voltou a chupar ele, não demorou e ele estava jorrando na boca dela. Fiquei maravilhada com a visão . 

Ela então disse que estava com fome, eu confessei que também estava . Pedimos serviço do hotel , três sanduíches para três pessoas famintas. 

O concierge disse que demoraria em torno de 30 minutos , tempo suficiente para que tomássemos outro banho .